quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Indicação ao Prêmio Wilson Caritta Lopes-Categoria: melhor Poeta

Todos estão convidados a participar da FESTA DA POESIA, que acontecerá no dia 09 de dezembro, na Academia Campinense de Letras( Mal. Deodoro, 525 - Centro, Campinas - SP). Na ocasião homenagearemos os músicos campineiros que contribuíram para abrilhantar os Sarau do núcleo Campinas em 2013. O Senhor Agostinho Tavolaro , Presidente da Academia Campinense de Letras. E os nossos parceiros no ano de 2013, bem como a família do Poeta Wilson Caritta Lopes. O traje é social, pedimos aos Acadêmicos que comparecerem que  venham com seus fardões e medalhas.
 Salientamos aos indicados que o Prêmio não tem taxa nenhuma,que conta com apoio da Editora Iluminatta. Só exigimos a presença do indicado, pois não enviaremos prêmio pelos correios. Se o escolhido não tiver comparecido, recebe o prêmio o que teve maior número de votos depois do escolhido.Lembramos que teremos um juri composto de um jornalista,um escritor,um acadêmico da ACL que receberão o material necessário sem tomar conhecimento do nome do indicado, a não ser no caso do Livro que é impossível fazer a leitura dos mesmos ocultando o nome do autor.
Os envelopes com o resultado ficarão guardados e lacrados  na ACL e só serão abertos na hora da premiação. Os critérios para escolher os indicados foram: participação em nossos encontros,blog, saraus , grupos e Fan Page e o trabalho em prol de nossa maior meta: A VALORIZAÇÃO DO POETA VIVO.

sábado, 9 de novembro de 2013

É tarde


Meu poema "É TARDE" foi selecionado para compor o livro PANORAMA LITERÁRIO BRASILEIRO. Muito agradecido à CBJE! 
"Mais do que um livro, o Panorama Literário Brasileiro é um documento histórico. Ele registra as melhores poesias inscritas para as seletivas da CBJE durante nosso ano editorial (período outubro 2012/setembro 2013). Neste ano, excepcionalmente, a seleção das obras contou com a colaboração dos Acadêmicos do 1º Colegiado de Escritores Brasileiros, órgão executivo da Litteraria Academiae Lima Barreto, no Rio de Janeiro.
Este é o 10º ano consecutivo que está sendo publicado, e temos certeza que reeditará o mesmo sucesso das edições anteriores.
Com esta Edição 2013/2014, a CBJE concretiza mais ainda o seu objetivo de fazer das nossas publicações uma fonte de referência da literatura brasileira contemporânea”. http://www.camarabrasileira.com/panoramapoesias2013.htm

Abaixo o poema no formato (Overtrip).
É TARDE

É tarde
Arrumo meus últimos pertences
Preencho devagar
A mala que assiste
Quieta, emudecida
O meu jeito simples
Inocente, trivial
No instante que envelheço
No desespero
E na espera finita:
Meu desejo

Wagner Marim-03/11/11

sábado, 12 de outubro de 2013

As crianças


As crianças redescobriram para mim
Um mundo novo.
Descobriram o manto negro
Que me encobria a felicidade, 
A alegria de viver e o amor.
Nesse despojo completo das angustias 
Desvendou-se novamente o fulgor
De minhas áureas recordações
E de mim transbordou
A verdadeira razão da vida.

Wagner Marim – 17-09-1969

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Cadae 01 - 3,1415

Coração,
Te
Imploro, não
Sofra.
É amor, não resista!


Wagner Marim-31/10/2012

domingo, 15 de setembro de 2013

A Distância (Poema ABC)

Longe estás e perto és.
Mas a distância não se mede entre sentimentos de dois corações.
Não por menos, nem por mais ou pelo tamanho justo.
Ouvem-se as batidas das lembranças que estão vivas
Apenas bastam esses sinais para manter a esperança.


Wagner Marim-15/09/2013

domingo, 1 de setembro de 2013

Hipócrita (Poema ABC)

Antes de dizer adeus
Baixe e feche os olhos
Conceda-se um instante finito
Decida-se a favor de seus argumentos
Revogue as lágrimas pérfidas



Wagner Marim – 31/08/2013

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Ainda há poesia



Poesia sempre há de ter
Num brilho no escuro há de ser
Na trilha na vida e morte aparecer
Na quilha no pote no mote fenecer
Sempre poesia há de haver
No silêncio da alma conhecer
Quem anda pela manhã o dia tecer.

Wagner Marim

domingo, 25 de agosto de 2013

O Outro Lado (Pantum)


O Outro Lado

Já esteve do outro lado
Navegando em outras eras
O espírito até enlevado
Perdido em inúteis trevas

Navegando em outras eras
O barco em que a luz emproa
Perdido em inúteis trevas
O cantar da alma perdoa

O barco em que a luz emproa
Tece a realidade fria
O cantar da alma perdoa
Quem desta forma sofria

Tece a realidade fria
Do fantasma inesperado
Quem desta forma sofria
Já esteve do outro lado

Wagner Marim-19/07/2013

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Novo dia



Abre a janela.
Deixa o sol entrar.
Vê que o dia é muito belo para deixa-lo fora.
Deixa-o adentrar em teu coração, iluminar tua vida.
Molha o jardim.
Rega teus sonhos.
Faz uma oração, sim!
Oferece a alguém uma prece.
Doa um pedaço de pão a quem precise.
Dá a mão a quem procura.
Aproveita o dia, não te apresses.
Há alguém neste momento pensando em ti.
Leva teu filho a passear.
Vai a uma praia, a uma cidade qualquer.
Curte teus netos, tua família.
Leva-os à feira, ao shopping, ao circo, ao cinema, a um parque.
Oferece-lhes um pastel de feira, compra-lhes doces, refrigerantes e flores.
Tira fotos, toma um sorvete.
Faz de cada dia o mais belo
Pois, ele é único e intransferível.
Um admirável novo dia traz por completo 
A inocência da beleza que ele carrega.


Wagner Marim

sábado, 10 de agosto de 2013

Espionagem

Vocês que estão me vigiando
Por todos os locais, até por onde ando.
Decerto já devem saber do banco
E do meu saldo vermelho-de-lascar.
Quiçá poderiam transformá-lo num piscar
Corrente e líquido: em azul da cor-do-mar.


Wagner Marim-09/08/2013

quinta-feira, 25 de julho de 2013

O Poeta

Em homenagem ao dia do escritor 25 de Julho

O Poeta
O poeta é aquele que mapeia sentimentos.
É o garimpeiro de vocábulos e emoções.
O construtor de definições e de momentos.
O deslindador de sonhos, paixões e razões.


Wagner Marim

sábado, 20 de julho de 2013

Vamos escrever um Pantum?

Pantum é um tipo de Poema originário das canções nativas da Malásia. Poema de forma fixa.
O Pantum foi introduzido na Europa por Victor Hugo.
As regras do poema (pantum) consistem em intercalar os versos; ou seja, o 2º e 4º verso de cada estrofe passam a ser o 1º e 3º verso da estrofe seguinte, valendo a ressalva que o último verso do poema tem que ser o mesmo que iniciou o Pantum.
A métrica do poema, de forma frequente, é a redondilha maior (heptassílabos). Podendo ocorrer também em versos octossílabos ou em decassílabos, todavia mantendo as rimas alternadas (abab).
Teve adeptos aqui no Brasil. Como Olavo Bilac e Alberto de Oliveira.


exemplo:

O Outro Lado

Já esteve do outro lado
Navegando em outras eras
O espírito até enlevado
Perdido em inúteis trevas

Navegando em outras eras
O barco em que a luz emproa
Perdido em inúteis trevas
O cantar da alma perdoa

O barco em que a luz emproa
Tece a realidade fria
O cantar da alma perdoa
Quem desta forma sofria

Tece a realidade fria
Do fantasma inesperado
Quem desta forma sofria
Já esteve do outro lado

Wagner Marim-19/07/2013

domingo, 14 de julho de 2013

Marca-passo do amor

Quando ao seu lado estou
Meu amor,
Sinto grande calor
Palpitação.
Engasgo-me
Tenho a percepção
Que vou ficar com falta de ar.
Constato que é chegada
Hora da redenção
De com todo o sentimento
E emoção, colocar:
O bendito marca-passo para a respiração.
Wagner Marim-06/07/2013

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Subestimaram


Subestimaram...

A voz que vem do povo
A voz que vem das ruas
A voz que vem com um não
A uma série de desmandos

Agora a voz dos mansos
Retumba em toda a nação


Wagner Marim-26/06/2013

domingo, 23 de junho de 2013

Revolta - Poetrix



Mar de gente que manifesta
Neste inverno tropical
Casa em reforma!

Wagner Marim-22/06/2013

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Haicai XXXIX

surge já a aurora
traz nos braços da esperança
novas tintas frescas

Wagner Marim

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Da Efemeridade


Somos eternos enquanto perdura a esperança, mas efêmeros quanto à manifestação da realidade.

Wagner Marim - 29/11/2012


Recanto das letras
código do texto:T4307330

terça-feira, 7 de maio de 2013

quarta-feira, 27 de março de 2013

Da Vida


“A vida é um verso em construção até a última rima”.

Wagner Marim
Recanto das Letras
Código do texto: T4202819
Classificação de conteúdo: seguro

sábado, 16 de março de 2013

Vide Bula

Bateu a saudade?
Chocou com a lembrança?
Foi abandonado? Desconfiança?
...Que fatalidade!
Não se exaspere.
Tome de hora em hora
Uma colher de paciência.
Misturada a uma gota de outrora.
Não desaparecendo os sintomas,
Procure orientação poética. De preferência.

Wagner Marim-11/03/2013

Registrado no Recanto das Letras
Código do texto:T4192188

quarta-feira, 6 de março de 2013

O Passo da Cobra

A cobra se dobra,
Desdobra-se e rasteja.
Meneando o corpo
Exibe o rastro.

No arrasto,
A cobra:

Ajeita o mote,
Enquadra a obra,
Prepara o bote,
Finda manobra.

Wagner Marim-06/03/2013

código do texto: 4174343

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Do Detalhe

Detalhe é um
Pormenor
Maior do que
Parece.


Wagner Marim-25/02/2013

Código de Texto:4162995

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Quadra 1


Belas quadras quando nascem
Displicentes no papel.
Sete sílabas parecem
Ser estrelas lá no céu.

Wagner Marim-Fevereiro 2013
Quadrinha vencedora do concurso a mais bela quadra da Casa da Poesia.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Do Erro

Eu não erro,
Com efeito,
Apenas faço
De outro jeito.


Wagner Marim-20/02/2013

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Folia - Poetrix


Viva o carnaval!
Onde campeia a euforia
Oblitera-se a dor

Wagner Marim - 08/02/2013

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Santa Maria

Santa Maria
Mãe de Deus
Recebe estes jovens
Nos braços teus
Reconforta a família também
Nestes tristes momentos, amém.

Wagner Marim-27/01/2013

sábado, 12 de janeiro de 2013

No alto a estrela
Que ora brilha,
Indica-me que é hora
De agora vê-la.

Wagner Marim-
11/01/2013

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Realidade

A realidade é o último sonho que enfrentamos.

Wagner Marim-22/12/2012