quinta-feira, 13 de abril de 2017

Lágrimas de Sangue

Lágrimas de sangue

Levanto-me cedo.
Saio à rua em minha andança.
Deparo-me com um lindo dia-criança.
Vidas passeando sorridentes, tristes ou apáticas.
Vento remexendo nas folhagens das lembranças.
Manhã tecendo novidades, sortes e desgraças.
Indago-me mais tarde.
Qual dor é a mais pungente, dorida e covarde.
Que agride nosso sentimentalismo humano,
Que só pode derramar lágrimas de sangue.
Que é interna e vem de dentro do coração,
Aquela cujos pais perdem precocemente do amor
O sangue de seus sangues.
Não sei de dor maior.

Wagner Marim

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Princípio (Overtrip)


Nada há
Total ausência de luz
Galáxias explodem
As grandes mídias anunciam
Prelúdio vital
Novo ente toma forma
Assim Sol
Que alimenta a vida
Somente sementes
Enxertadas nas nuas mentes
Há esperança!

Wagner Marim-29/06/2016

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Adverbiando II

Jamais,
Agora
E nunca mais,
Será
A mesma hora.
Ademais
Nunca é para sempre.

Wagner Marim